21/02/2020 15:32 por Lula do Bem

PARA QUEM QUER O MELHOR

Foto: melhordolar.com

Minha vida de informação e entretenimento está resolvida. Para ficar informado, uso o site RENOVA Mídia que me dá informações antes dela chegar à TV. E o melhor é que se trata de um site de informação e não de opinião. A opinião, eu a faço. E se discordo com o que me foi passado, posso dizer isso a eles sem qualquer problema.

 

Na área de entretenimento estou melhor ainda. Desde jovem que eu ouvia a Rádio JB FM, do Rio de Janeiro. Era e continua sendo a melhor rádio do país. Lembro dos acampamentos que eu e meus amigos fazíamos e nas pescarias noturnas no canal da Barra da Tijuca, lá estávamos nós e a JB-FM. É uma rádio exclusiva para pessoas de gosto musical apurado e se quiserem comprovar, façam isso.

Quando eu era gerente regional de marketing do Banorte, no Rio, autorizei uma temporada de anúncios por lá e foi um belo investimento. Lembro de uma locutora de nome diferente: Maravilha Rodrigues, de uma voz realmente linda. Depois de passar alguns anos morando fora do Rio, era voltar por lá, alugar um carro e buscar a JB. Era automático. Aí vem a tecnologia que me permite ligar o computador e trazê-la de volta para junto de mim, como agora. Posso querer mais? 

Compartilhe

Faça Login para comentar



21/02/2020 11:19 por Lula do Bem

POVO APLAUDE AS BANANAS DO PRESIDENTE.

Foto: metropoles.com

 Este texto do RENATO RIELLA é para se ler vagarosamente no carnaval.

 

Pesquisas não garantem nada, mas revelam tendências. Algumas pesquisas, dentro de públicos específicos, mostram tendências mais fortes. É o caso do Blog do Noblat, que abriu uma pergunta difícil. De forma surpreendente, ele mostrou como a grande maioria da população rejeita e como se condena a imprensa. Noblat perguntou:

“Dar banana para jornalista é um gesto à altura do cargo de Presidente da República?”

Mais de 60% dos seus leitores responderam que SIM.

Se a pergunta for feita num plano mais aberto, o percentual será ainda maior contra a imprensa formal que tenta sobreviver no Brasil.

E se for feita pergunta sobre a jornalista Patrícia, da Folha, haverá imensa condenação a ela. Maior ainda se o focalizado na pesquisa for o americano tenebroso Glenn que caluniou o Ministro Moro.

O brasileiro está cansado de ver a imprensa falando, sozinha, sobre aberrações. Uma delas – e a pior de todas – é a defesa do maior ladrão do mundo: Lula.

Outra foi a barbaridade de aceitar gravações clandestinas feitas contra diversas autoridades, inclusive Moro.

- Por que a imprensa não defende a prisão em segunda instância?

- Por que não combateu a criminosa Lei do Abuso de Autoridade, que impede a apuração de crimes?

- Por que não faz intensa campanha para melhorar o nível do Supremo Tribuna Federal, a mais odiada instituição da história do Brasil?

- Por que a imprensa não se aprofundou na questão do porteiro subornado para caluniar Bolsonaro?

- Por que não apurou direito a facada do Adélio?

- Por que não defendeu ardentemente a Carteira de Estudante gratuita?

- Por que não atribui aos Governos da Bahia (petista) e do Rio (Witzel) a queima de arquivo no caso do miliciano?

- Por que não aplaude quando, finalmente, a Cultura brasileira tem uma pessoa vinda da...Cultura?

- Por que a imprensa não se aprofunda no caso dos impostos embutidos na gasolina, quando no Paraguai a Petrobras vende gasolina a pouco mais de R$ 2,00?

- Por que a imprensa não reconhece que a gravidez precoce é mesmo um dos maiores dramas brasileiros?

- Por que os jornalistas não comemoram o fato de não haver nenhum caso do Covid 19 no Brasil?

- Por que a imprensa não reconhece que, por incrível que pareça, está se viabilizando o partido Aliança?

- Por que jornalistas pretensamente sérios diversas vezes anunciaram a saída do Ministro Paulo Guedes, interferindo na cotação da Bolsa?

Há mil outras perguntas. O povo está vendo um processo monstruoso de sabotagem de um governo sobre o qual não conseguem apontar roubos.

O povo se assusta com o estilo rude do Presidente Bolsonaro, mas grande parte das pessoas se identifica com um ser humano esfaqueado, atingido em todas as faces da vida pessoal, que não reage com violência física, nem ameaça ninguém. O Brasil é hoje o país mais democrático do mundo, libertino até que poderá ter escola de samba com verba pública, em espaço público, desfilando contra Jesus e contra o Presidente Bolsonaro.

Assim, e por muitas outras, é melhor Noblat não fazer mais enquete. Pode querer mudar do Brasil – para Cuba. Este artigo é uma tentativa de decifrar o Brasil para gente que não vê a realidade. A realidade é que a opinião pública se desgarrou da opinião publicada. Tchau!

Renato Riella

Compartilhe

Faça Login para comentar



20/02/2020 18:25 por Lula do Bem

O BLOCO DOS PEITOS DE FORA

Foto: midianews.com.br

Sempre achei que uma mulher de mini saia é mais excitante que uma mulher de biquini na praia, porque a nossa imaginação vai até onde a realidade, por vezes, não consegue ir. Digo isso porque meu amigo Juvenal me confidenciou, preocupado, que está circulando na internet o vídeo de um bloco de carnaval que desfila em Olinda, com mulheres que, da cintura para cima, não usam absolutamente nada que não seja enfeites no cabelo. É muito peito de fora, me diz o Juvenal, cada um mais feio que o outro, enquanto os que são realmente belos continuam guardados dos nossos olhares gananciosos.

 

Da mesma forma que a relação das mini saias com os biquinis, os seios mais sensuais são aqueles que estão amparados, até por um decote ousado, porque ali também, a nossa imaginação vai, na maioria das vezes, além da realidade.

 

Juvenal afirma que no tal bloco dos peitos de fora, o que é lá exibido é tão feio que ao invés de despertar a nossa “libido”, chega a dar pena. A cena é deprimente, completa o Juvenal, mas se porventura o governo baixar um decreto proibindo a nudez no carnaval, os contrários vão gritar que é ditadura! É ditadura!

Compartilhe

Faça Login para comentar



20/02/2020 08:40 por Lula do Bem

UM LOUCO...

Foto: areuniao.com

A notícia está no site Renovamidia que leio diariamente. O governo de Portugal reagiu, nesta terça-feira (18), contra a decisão da ditadura de Nicolás Maduro de suspender as operações da companhia aérea TAP na Venezuela, por três meses.

Na última segunda-feira (17), Caracas suspendeu por 90 dias as operações da empresa portuguesa. O regime chavista alegou que a companhia aérea havia permitido que o tio do presidente interino Juan Guaidó viajasse levando explosivos a bordo. “Tudo isso é inaceitável, incompreensível e inadmissível”, declarou o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza. Já o chanceler Augusto Santos Silva chamou a medida de “ato pouco amistoso com Portugal, um país com equilíbrio e capacidade para falar com todos”.

Compartilhe

Faça Login para comentar



ver publicações antigas