02/12/2019 09:49 por Lula do Bem

CIDÃO, O ÚNICO

Foto: facebook.com


Já são 6 semanas que, às segundas-feiras, para não ficar apenas nos assuntos da política e me tornar um “luladobemchato” criei o espaço “UM CERTO LUIZ” neste meu blog, para contar algumas das histórias e estórias reais do autor. As primeiras foram Olhos Verdes, Calcinha Furada, Balanço do Suplicio, Ela Casou Virgem? e a última foi POR TODOS OS SANTOS. A história desta segunda-feira é CIDÃO, O ÚNICO! Espero que gostem.

CIDÃO, O ÚNICO!

Conheci o CID quando cheguei à Brasília, em 2011, para administrar a publicidade do Ministério da Integração Nacional, e tive a informação de que sua empresa iria me atender como a AGÊNCIA de propaganda licitada. A primeira impressão que tive dele, foi ruim. Meio relaxadão, vestido em uma calça JEANS surrada e um paletó preto mais surrado ainda, fiquei na esperança de que aquela máxima do MARKETING de que “embalagem vende”, estava furada e que às vezes, “sob uma embalagem feia, está um BELO produto.” E ESTAVA.

O contrato acabou logo depois e, com ele, acabou também o relacionamento formal EXIGIDO pelo documento. Passaram-se quase 9 anos, e a amizade se fortaleceu. Segundo ele, eu fui foi o PRIMEIRO cliente - ou ex cliente - a ser convidado à sua casa e a conhecer sua família. E que FAMÍLIA!

Atípico, solto, avesso às convenções sociais, Cid criou, com isso, momentos MEMORÁVEIS nesses anos de amizade. E resolvi contar apenas DOIS desses momentos, como uma homenagem àquelas lembranças, embora pudesse contar muitos outros.

UM DELES foi quando Cid resolveu levar para sua casa, um BEZERRO que havia nascido numa "roça" que ele tem em Brasília e batizá-lo CIDÃO, aliás, como ele era chamado carinhosamente pelos mais intimos. Alguns vídeos da família e dos amigos mais gozadores mostram Cid passeando pelas ruas do LAGO NORTE, puxando o Cidão por uma cordinha, IMAGINEM, e de vez em quando, o Cidão dava uma cheirada na bunda de seu dono. Imaginem NOVAMENTE. É de morrer de rir.

O SEGUNDO momento e que comprova a figura impar que é o Cid foi no aniversário de 5 anos da filha de um casal muito QUERIDO. Lá fomos eu e Cid jantar com Bruninha, a aniversariante, na semana da festa infantil que era sempre maravilhosa.  Como eu era FREGUÊS dos almoços de final de semana daquela casa, sempre levava uma GULOSEIMA para a filha pequena e, como no Dia das Crianças não estive lá, comprei um presente mais SIMPLES pela data passada e uma boneca linda e ENORME pelo aniversário.

Ao entrar na casa dos amigos com os dois presentes, Cid falou que ESQUECERA de comprar o dele (ele nunca compraria sabendo que sua esposa cuidava disso com muito carinho) e que ficava chato enfrentar o olhar da PEQUENA aniversariante recebendo dois presentes de um “TIO” e nada do outro. E mais que depressa, me disse: - me dê um deles para eu não chegar de MÃOS VAZIAS e pegou logo o presente maior, a BONECA linda que eu havia comprado, na certeza de que ENCHERIA os olhos da criança. Evidente que todos os amigos presentes viram logo que algo estava errado e a verdade veio rapidamente à tona, sublinhada por uma grande RISADA. Entre as crianças, entretanto, a VERDADE só veio mais tarde. Este é o meu amigo Cid, a quem tenho realmente que chamar de CIDÃO, O ÚNICO!

EM TEMPO: Mas o Cid é MUITO MAIS que isso. Filho do artista plástico e publicitário premiado HÉLIO FARIA, em Minas Gerais, Cid produziu e DIRIGIU recentemente, através da Clara Digital, produtora de vídeo da família, o documentário VIDAS BARRADAS sobre o desastre de Brumadinho. Um material de EXCELENTE qualidade que poderá ser visto no endereço https://youtu.be/A-zATqACHqU.  VEJAM!

Na próxima segunda-feira vou contar a história que recebeu o título de “O Próximo Capítulo”. Aguardem!

Compartilhe

Faça Login para comentar